Em poucos lugares na América Latina o estilo colonial hispânico é tão veemente. Alta e isolada no meio dos Andes, Cuzco é um destino em si, mesmo se não houvesse ao lado nada menos que o Vale Sagrado dos incas, um museu vivo e a céu aberto. Não podemos dizer que a população do vale é inca, mas sim podemos dizer que eles são os seus descendentes mais próximos. Explorar o Vale Sagrado em minúcias  - suas aldeias, seus credos, seu artesanato e sua geografia – é tarefa para aventureiros de bom gosto. Tudo isso já compõe uma rota das melhores, mas há, ainda, uma outra vedete no fim do vale: Machu Pichu. Não dá para ser melhor que isso.

  O QUE ╔ E COMO FUNCIONA